Adoro quando recebo um pedido de post que consigo realizar de imediato! É bom né? Desde a semana passada, com alguns comentários essa semana reforçando o pedido, que algumas madames-leitoras me pedem para compartilhar minha rotina de cuidados com a pele do rosto. Confesso que não sei porque não falei antes, porque se tem uma coisa que eu cuido e amo cuidar, é o meu rosto.

Vocês já devem ter me visto falar que tinha problemas de oleosidade na adolescência. Tipo, eu não tinha o rosto coberto por espinhas nojentas, sabe? Mas tinha o rosto bem-bem-bem oleoso lá por volta dos meus 13 anos, e apesar de poucas, as espinhas que apareciam no meu rosto eram um tanto chamativas, e isso só deixava ainda mais evidente aquele processo de puberdade sabotador de auto-estima. Foi quando comecei a ir na dermatologista (Dra. Irene Spinola) na qual, aliás, vou até hoje só que, obviamente que com menos frequência. Naquela época, ia à dermato 1 ou 2 vezes por ano, fazia limpeza de pele regularmente (3 em 3 meses, depois 6 em 6 meses e depois parei de fazer), e aprendi algo que levei para a vida toda: ter uma pele saudável é menos complicado do que parece; é preciso apenas rotina, apenas.

O que acho mais bacana no que tenho que compartilhar com vocês hoje é que, como meu caso não era grave-gravíssimo, eu não precisei de tratamentos radicais como Rocutan e toda essa galera da pesada - o que mostra que ter uma pele saudável é menos impossível do que parece. Foi só ter uma rotina de cuidados que meu problema de oleosidade passou (hoje em dia nem posso mais dizer que minha pele é oleosa, sabe? Ainda tem um brilhinho e tal, mas gente, nem se compara com o que era!!!) e nunca mais tive espinhas-nojentas, esporádicas ou não.

Mas vamos deixar de papo e ir logo ao que interessa, então? Quem são os responsáveis por toda essa mudança?

São 5 os produtos que eu uso com regularidade na minha pele do rosto. No entanto, para facilitar, eu separei em dois grupos: a galera da “velha guarda”, que foi recomendado por Dra. Irene há 10 ou mais anos atrás e eu continuo usando até hoje; e o grupo dos produtos que eu mesma introduzi, por conta própria, e que gosto do resultado do uso.

Turma da Velha Guarda:

Se esse Effaclar falasse eu estava frita! Ele habita meu banheiro há milhões de anos! Foi recomendado pela minha dermato, e embora eu tenha a ousadia de trocar por outros sabonetes líquidos em gel de vez em quando, ele é o meu fiel escudeiro. Não é necessariamente barato (custa uns R$60,R$70 a depender da farmácia), mas dura muito, rende bastante.

Uso Effaclar todo dia pela manhã e a noite, ou sempre que vou tomar banho e sair de casa. Ele também ajuda a tirar a maquiagem do dia a dia (coisa leve, basicona, tá?), então acabo usando para lavar o rosto e refazer a maquiagem também.

Depois, com a pele limpa, hora do protetor solar. Parem de ter preguiça de usar e incorporem logo um protetor a sua rotina, viu? Sério, uso há muito tempo, não tomo sol no rosto em hipótese alguma e, falo sem falsa modéstia (até porque requer disciplina para fazer as mudanças que fiz na minha pele e isso é mérito meu! hihihihi), que minha pele é ótima hoje em dia muito em função do protetor.

Originalmente, Dra. Irene tinha me recomendado um protetor em gel Sunmax, mas eu troquei por esses dois da La Roche-Posay e ela não se opôs da última vez que fui ao consultório. O Anthelios AE é bem fluido e leve, uso para ficar em casa ou em dias muito quentes e o Anthelios Couvrant tem cor e é mais pesadinho, então uso para ir pra praia, malhar, e outras atividades que exigem uma pele protegida e mais uniforme também.

Por fim, o Differin, outro velho de guerra. Uso há anos e, para minha surpresa, quando fui a Dra Irene no início do ano, ela disse para manter o uso. Vejam bem, eu não sou nenhuma dermatologista, mas sobre o Diferrin é o seguinte: ele é um cremes Retinóide e pelo que sei e pesquisei é a única classe de medicamentos que comprovadamente que tratam manchas de acne e previne a sua formação. Li na bula que ele ajuda a limpar a acne da pele e evitar que os poros sejam obstruídos. Sinto minha pele mais sequinha também, e isso é top! Uso todo dia à noite.

Bem, encerrada a categoria “uso por indicação da dermatologista”, vamos à seção de produtos que experimentei e gostei.

Loção tônica adstringente: o que mais gostei nela é que ela é bem mais suave que outros adstringente normais, que parecem que você está aplicando álcool no rosto. Não gosto dessa sensação, acho agressiva. Sobre essa loção, eu gosto de aplicar quando uso maquiagem pesada ou quando eu tive um dia longo (adoro rotinas de beleza depois de dias assim; parece que renova as energias, sabe?). Aí aplico aqueles lencinhos removedores de maquiagem da Nivea, passo demaquilante líquido com algodão (principalmente para tirar a maquiagem dos olhos que sempre é mais difícil de sair), uso o sabonete Efflacar, e por fim, a loção tônica. ufa! ainda bem que é só de vez em quando esse procedimento todo… hehehe!

Creme Microesfoliante Purificante: ai, como amo esse produtinho! Como o nome já diz, ele é esfoliaste, então não dá para usar todos os dias. Uso 2 a 3 vezes por semana como é recomendado, normalmente no banho, para deixar mais prático. A sensação de limpeza que ele dá é impagável! Amo demais!

—-

Bem, madames! Escrevi um bocado, não foi? Mas espero que o post tenha sido útil para vocês. 

É claro que esses são produtos que funcionam para mim, e para incluir eles na rotina de vocês, é recomendável ir ao dermatologista primeiro, não é? Cada caso é um caso. De lição segura que posso dar, apenas o seguinte: deixe a preguiça de lado, faça esforço no início e depois você vai ver que incluir uma rotina diário de cuidados com a pele não é tão coisa do outro mundo quanto parece, e melhor: compensa!!!!

:*

Postado por Martinha Fonseca às 09:49

O título ficou com um nome complicado, né? Poderia ter mudado, mas confesso que preferi deixar assim. Queria chamar atenção para o que de fato importa nesse post de hoje: esse não é mais um curativo no mercado, e sim, pela minha experiência posso dizer que ele é muito mais do que um “band aid” qualquer.

Em tese, esse curativo da Cremer é indicado para quem pratica esportes – segundo informações do fabricante, sua tecnologia “hidrocoloide” ajuda a prevenir bolhas e calos, a aliviar essas inflamações quando elas já existem e até a absorver as secreções da pele (tipo aquele líquido das bolhas, sabe?). A promessa é que você nem precise mais estourar as bolhas (dizem que isso é errado, mas um monte de gente faz né? confessem!), que é só aplicar o curativo e esperar ele cair. Isso mesmo, não precisa nem tirar. ps: achei essa parte meio esquisita, mas é verdade. Ele vai saindo aos poucos, e você bem percebe quando ele cai.

No entanto, no início do ano passado, eu ignorei totalmente essa indicação para esportistas e bláblábla e comprei a caixinha com 8 unidades em uma farmácia em São Paulo. Achei a proposta interessante e pensei cá com meus botões: qual a diferença de calos e bolhas causados por prática de exercícios dos calos e bolhas causados por horas ininterruptas de salto alto? Naquela época eu estava indo para o SPFW e certamente precisaria de um auxílio para chegar com os pés inteiros ao final do dia. Arrisquei, comprei, usei. E não é que funcionou?

Fiquei triste que por um tempão não conseguia achar mais essa caixinha, nem em São Paulo nem em Salvador. Até que no início desse ano encontrei na Drogaria São Paulo aqui do Horto (e já vi também na do Rio Vermelho) e vocês podem imaginar meus pulinhos de alegria. Destribuí as 8 unidades pela carteira, bolsa e carro e venho sendo feliz desde então.

O bacana é que a textura dele é bem molinha, se adapta bem na pele e tem toda a superfície de adesivo, colando na pele certinho, do jeito que a gente precisa. Essa foto eu fiz hoje, agora há pouco na verdade. Usei um sapato assassino esses dias (por que já não saí de casa com o curativo, né? DUUUUUURRR!) e fiquei com um machucado no calcanhar. Aproveitei que colocaria o tênis agora para malhar e cliquei para vocês verem como fica discreto na pele. 

Só relevem a aparência do meu pé…tentei um corte nas fotos para atenuar, mas ele continua parecendo que está retendo todo o líquido do universo. hahahaha sorry! como vocês sabem, tudo pelo post!

A caixinha, se não me engano, custa em torno de R$25. Bem mais caro que um band-aid comum; mas como ele faz também muito mais do que um band-aid comum, acho que vale à pena e compro sempre que encontro para deixar em casa de reserva. Vi na internet que o fabricante não está conseguindo dar conta dos pedidos das farmácias diante da grande demanda…então já viu né? Tô alocka do curativo cremer e comprando sempre que vejo um! hihihihih ;)

E aí, madames, já conheciam ou já usaram esse produto?

Postado por Martinha Fonseca às 10:50
Marcadores:

Look, look, look, carnaval, carnaval, carnaval, diário de madame, look, look, look. Há quanto tempo eu não fazia um teste de produto, heeeein? Confesso que, especificamente na área de cabelos, desde o shampoo e condicionador da Monange eu estava meio órfã. Tentei terminar de usar uns shampoos e condicionadores mais antigos (porque quem não usa vários frascos ao mesmo tempo que atire a primeira pedra, né? aí acabam os favoritos e você fica cheia de frascos nem tão bons assim pra usar…kkkk) e nada resolvia minha vida. Meu cabelo estava dando sinais de cansaço do verão (ainda estou no dilema, corto ou não corto curtindo novamente??) e nenhum produto dava jeito, o que acabava refletindo no post aqui no blog, né? Adoro falar de produtos que eu testo – e até onde eu sei, vocês também gostam! – mas estava difícil….

Mas.

Coisa boa nessa vida é ter amigos né? Estava no Santa Beleza fazendo minha unha há umas 2 semanas e Nanda, que comanda o burburinho por lá, me indicou essa dupla da Wella. É bem verdade que fui convencida facilmente apenas porque o cheiro do produto é ma-ra-vi-lho-so (dá vontade de comer! hahaha); mas confesso que, por outro lado, fiquei na cabeça: “wella? Wella??! Really?”. Nunca tinha usado nada da marca, e sempre fiz a conexão desse nome com tinturas. Mas, né, nunca é tarde para aprender novas coisas nessa vida – então lá fui eu testar a dupla de shampoo e condicionador da Wella.

Se eu não me engano, o shampoo custou R$56 e o condicionado R$46 – ou o contrário, porque eu nunca anoto achando que vou lembrar e ehh…bem….eu nunca lembro. Esses shampoos que vendem exclusivamente em salões (wella, redken, kerastaze, etc) nunca são uma bagatela, mas você s-e-m-p-r-e pode criar altas expetativas com ele.

E é como eu disse: coisa boa nessa vida é ter amigos! Nanda estava certa, essa dupla é top!! Meu cabelo está mais brilhoso, com toque sedoso (que é um aspecto que eu mega valorizo em produtos de cabelo!!!), com aparência de cabelo saudável! Como vocês sabem, eu tenho problemas com meu cabelo já que ele embaraça muito e muito rápido, aí sempre prefiro condicionadores mais consistentes porque eles me ajudam no pentear, sabe? Esse da Wella é menos “grosso” do que gostaria, mas não enfrentei grandes dificuldades para desembaraçar. Ufa!

Na escala madame de qualidade que vai de 0 a 5, então, a nota é 5! Amo quando descubro produtos bons assim – caso de amor, e medinho de gastar tudo de uma vez, afinal são R$100 em cabelo né minha gente? hahahaha – e fico torcendo para acontecer o mesmo com as madames-leitoras que seguirem a dica. Alguém já usou esses dois produtos ou algum outro da Wella?

beijos! :*

—-

Salão Santa Beleza
Rua Ceará, 1 piso do HiperIdeal da Pituba (sim sim, lá dentro. você estaciona no próprio mercado, e vai subindo até o último andar. Prático, néam??)
tel: 71 3351 1777

Postado por Martinha Fonseca às 09:26

Estava órfã desde que o meu delineador da Stila tinha acabado. Comprei um para testar ano passado, durante viagem pela Califórnia, e depois me arrependi que não comprei tipo uns 10. Ele é muuuuito bom! Preto, preto, preto e dura horrores, sabe? Daí que fui procurar para comprar por aqui (Salvador) e não achei – na internet, até achei na Sephora, só que ele só aparecia “esgotado” por semanas!! Fui, então, atrás de outras opções com preço bom e que, né, estivessem disponíveis e resolvi testar o da Smashbox, o “Limitless Liquid Liner Pen in Jet Black” que custou R$99.

O bom da Sephora é que você até paga um pouquinho mais caro nas compras, mas chega rapidinho, rapidinho e isso é uma bela de uma vantagem, hein? Falto ter um treco com esses sites que vendem mais baratos só que a compra chega depois de 2 meses…não nasci pra isso, sou ansiosa demais!

Bem, o delineador chegou e de lá pra cá eu vim testando se a cor era preta mesmo, se o risco apagava quando eu reforçava o traço (entendem o que eu quero dizer? você risca uma vez, tá preto. aí você vai passar mais delineador por cima pra reforçar o traço e acaba que ele apaga o que já estava feito ao invés de pintar mais…horrível!!), se durava direitinho até eu voltar pra casa…enfim, essas coisas. Testei, testei, testei e cá estou eu com a opinião de madame para compartilhar. Lets?

Seguinte!

Já comecei gostando da ponta, não é grossa demais, mas é firme o suficiente para garantir um bom traço. Isso é importante. Amo delineadores em caneta (é o tipo que eu me dei melhor; melhor até do que os delineadores em gel como o Black Track da M.A.C.), mas tem algumas marcas que têm esse tipo de produto com a ponta grossa demais, acho que aumenta as chances de deixar o traço grosseiro e pouco preciso, ainda mais se for feito por uma madame não profissional, tipo eu. 

Depois foi a vez de testar a cor. Sim, ele é preto, bem preto no estilo do meu tão amado delineador Stila. Nesse quesito, eles foram pau à pau. A cor é bem preta, sai fácil na hora da aplicação, o risco é fácil de fazer e ao reforçar o delineador a cor fica ainda mais incrível, e não apagando como outras marcas.

Aliás, na foto abaixo, comparei o preto da Smashbox (1) com o preto do delineador em caneta da Quem Disse, Berenice? (2). Vocês sabem que eu amo a nova marca do grupo O Boticário e que até hoje só falei bem dela por aqui, mas esse delineador em caneta não dá! Conseguem ver a diferença no tom do preto??? Tenho outros delineadores em pincel da QDB que são ótimos, mas esse canetinha não dá…que pertinho mais sem graça, hein?

***até vale dizer que estou bem frustrada que ainda não achei um delineador nacional de tirar o fôlego. R$99 reais não é algo exatamente barato, mas acho super pagável em um delineador visto que não vi ainda opções mais baratas e do Brasil que tenham um risco tão bom! se vocês souberem, me falem ok??

Por fim, hora de testar na maquiagem. Sabe que durou direitinho? Tive a impressão que a durabilidade é menor do que a do delineador da Stila, mas ainda assim muito bom. Se você coçar o olho, o delineador da Smashbox vai saindo…o da Stila era tão bom que nem assim! Só saía com demaquilante mesmo…

Mas mesmo assim, aprovadíssimo o Limitless Liquid EyeLiner Pen! Nota 5, na escala de madame que vai de 0 a 5! :)

 

 

Postado por Martinha Fonseca às 09:19

“Outro post sobre bb cream?!! de novo?”

Ai, gente, eu sei. Já testei alguns por aqui (anthelios couvrant, capital soleil bb cream aero mousse, nívea Q10, e bb cream da Smashbox), mas como disse em outro post sobre o assunto, BB Cream é uma das melhores invenções recentes na maquiagem nos quesitos cobertura e praticidade, e a gente sempre que saber mais sobre mais um – até mesmo para procurar o que melhor serve a nosso tipo de pele, néam? 

Então, lá vamos nós testar mais um bb cream. Adorei que a Drogasil chegou em Salvador porque ela é mais arrumadinha e eu adoro farmácias, arrumadinhas então…show! Comprei lá esse BB Cream da Maybelline. Ouvi falar tanto desse produto em blogs e revistas, que queria eu mesma testar e saber se gostava ou não. Se não me engano, comprei por R$27 dilmas e venho testando desde então.

Como todo bom BB Cream, o produto da Maybelline oferece uma combinação de funções: hidrata, FPS30, Ilumina, Oil Free, disfarça imperfeições, se ajusta ao tom de pele, melhor a aparência da pele, suaviza. ufa!

Na prática, esse é um tipo de bb cream que se encaixa mais com um produto de maquiagem, a exemplo do produto da SmashBox, e menos com um protetor solar, como os outros que testei da Vichy e La Roche Posay. Acho que isso faz diferença; pessoalmente, prefiro os que são mais uma maquiagem que protege do que um protetor que colore. Entendem a diferença?

Sobre o produto em si: achei a textura do produto bem leve e líquida (após a aplicaçãonão tive a sensação de que estava com produto no rosto como eu tenho ao usar o produto da Smashbox), e apesar de secar menos rápido na pele do que o Couvrant, por exemplo, não achei que deixou minha pele oleosa e acho até que deve funcionar bem para quem já tem problemas de oleosidade no rosto. Ele é realmente muito leve. Aliás, é exatamente por isso que percebi que precisei passar mais produto do que estou acostumada para conseguir uma cobertura bacana. No final, o resultado é bem natural, discreto, descomplicado. Deve ser um dos meus favoritos no momento, mais até que o da La Roche (e isso parte meu coração, porque a La Roche posay e eu temos um caso de amor desde minha adolescência…)

Abaixo, cliques na minha pele ao natural, com o bb cream e acrescentei também um clique com maquiagem porque apesar de não ser adepta, eu sei que tem muita menina que usa o BB Cream como maquiagem mesmo, substituindo base ou pós compactos mais pesados para saídas no dia a dia (eu já expliquei que gosto de usar esses produtos para ficar em casa ou ir para academia, supermercado, etc).

* e por maquiagem, eu me refiro a pó compacto leve, rímel e sobrancelhas marcadas. :)

Pelas fotos conseguem perceber que o tom de pele foi neutralizado em um tom só e que pequenas manchinhas também “sumiram”? Como ele é bem leve (e isso é bom, tá?), ele só não cobriu tão bem esse tom avermelhado que tenho na área central do meu rosto e isso me incomodou um pouco. Até passei mais uma camada de produto nessa região, mas não ficou totalmente do jeito que eu gosto. Mas sem estresse: afinal isso é um bb cream, não uma base, e o fato de esse ser um produto beeeem leve compensa outras deficiências. ;)

Ah! quase me esqueço!

Só para pontuar e mostrar que nem tudo nessa vida é perfeito, uma foto da tampa do produto. Se eu guardar o BB Cream da Maybelline na posição correta, na vertical e com a tampa para baixo, sempre que abro é essa meleira aí. Uma confusão. Me dá agonia guardar meus produtos de cabeça para baixo (sim, tenho várias manias loucas, e produtos “de cabeça pra cima” é uma delas), mas com esse não tem jeito. Ou é isso ou toda vez me melo toda…kuen!

Postado por Martinha Fonseca às 11:57
Página 1 de 1512345...10...Última »

a madame

Porque em armário de madame tem tudo: camisas, calças, bolsas, colares, sapatos, shorts, saias, blazers... mas também tem estilo, informação e bom gosto. Welcome!

martinha@armariodemadame.com
Salvador, Bahia - Brasil

siga a madame

as madames gostaram mais

  • Change. You can!

    Change. You can!
    por Martinha Fonseca

    Promessa é dívida aqui no Armário de Madame! Conforme avisei ontem, hoje é dia de sorteio aqui no blog!! Só assim para gente se animar nesse feriadão de quarta com cara de domingo, né??? Pois pois, e bota animação nisso, porque o sorteio é desse relógio Ice-Watch Classic Clear com o fundo branco!! Liiiindo! Layout [...]

  • E pode repetir bolsa?

    E pode repetir bolsa?
    por Martinha Fonseca

    Há um tempo atrás, recebi um comentário-crítica aqui no Armário de Madame. Eu tentei encontrar o comentário para reproduzir aqui na íntegra para vocês, mas eu já não me lembro em que post foi. De todo modo, lembro que a leitora que tinha feito o comentário me criticava porque repetia demais a mesma bolsa nos [...]

  • Felicidade, felicidade, felicidade!

    Felicidade, felicidade, felicidade!
    por Martinha Fonseca

    Madames! Olha eu aqui para compartilhar uma novidade mais do que incrível com vocês!! Estou numa felicidade enorme, porque eu sei que isso é mais um passo na história do Armário de Madame, história essa que vocês, madames-leitoras, fazem parte diretamente!! Estou tão feliz que nem consigo direito pensar no post…se ele sair muito esquisito, [...]

twitter updates

13 madames online!
Opus Comunicação