post da Martinha Fonseca

Hidratante Hug Me da The Beauty Box : Resenha

será?

09 nov 17

Oi madames! tudo bem? No post de hoje o assunto da vez é o hidratante Hug Me da The Beauty Box. Porque se tem uma batalha que eu estou tentando vencer nesse ano de 2017 é essa: usar hidratante. Apesar de ter a pele super seca, eu tenho pouquíssima disciplina para cuidar dela. De todo modo, estou me esforçando para mudar esse péssimo hábito, sabe? A boa notícia é que vou conseguindo, aos poucos, conhecer novos produtos que podem salvar outras madames como eu que precisam dar uma atenção extra à pele do corpo.

hidratante-hug-me-the-beauty-box-1

O hidratante Hug Me da The Beauty Box custa R$42,00 no potinho de 300 ml. Ela é uma loção hidratante que promete deixar a pele sedosa e sequinha (importante, néam?), além de ter um permute delicioso (eu acho, pelo menos) de baunilha.

E quer saber o momento que eu percebi que esse produto merecia receber um post qui no blog: quando comecei a usar de manhã, depois do banho, e perceber a pele com um toque mais macio à noite. E era macio sem ser pegajoso, sabe? Porque tem hidratante que é só você passar um calorzinho que ele começa a derreter na pele.

Não foi o caso desse. É claro que, morando numa cidade quente como Salvador, eu sou bem cuidadosa em aplicar realmente a quantidade necessária para hidratar a pele, e nem um pinguinho a mais. De todo modo,  perceber a pele macia durante todo o dia foi uma alegria. Principalmente nas minhas pernas, que são extra secas.

Pois então, madames, fica aí a dica do dia: se estiver procurando um hidratante legal para você ou para dar de presente, o Hidratante Hug Me da The Beauty Box, pelo menos por aqui, vale o investimento.

Beijos,

Martinha

 

Categoria: Beleza
post da Martinha Fonseca

Os números de um bom armário

24 set 13

A gente cresce vendo filmes de mulherzinhas e, no geral, depois de tanto ver cenas de mulheres lindas, poderosas e felizes fazendo compras impulsivas a gente passa a achar isso normal.Mas a moda é mais racional e mais objetiva do que a gente se acostumou a achar, sabia? 

Não é preciso ir muito longe e procurar referências de compras mal feitas na vida de outras pessoas. Muito provavelmente na nossa própria vida já nos arrependemos de alguma compra: ou compramos uma calça com numeração menor na confiança de que a dieta iria funcionar, ou compramos um vestido lindo mas que só sabemos usar com o mesmo sapato e bolsa, ou ainda mais frustrante: compramos uma saia linda – e super cara – e na hora de vestir a gente se pergunta: meooodeooos, como é que eu uso isso??. A moda não poderia ser mais o oposto disso aí. Moda é uma ferramenta de expressão pessoal, é mais para ajudar e trazer auto confiança do que para atrapalhar e trazer estresse (ou falência, em casos mais extremos).

Bem.

Vocês sabem que além do trabalho como blogueira aqui no AM, eu sou formada e ofereço o serviço de consultoria de moda. E nessas minhas andanças pelos armários de madames por aí, o que mais tenho visto é roupa em excesso, espaço físico em falta (quem dera ter o closet igual ao das celebridades, né? que ocupam o espaço de um quarto!) e dúvidas e frustrações em alta. É difícil saber o que usar quando não se vê o que se tem, quando o espaço entre os cabides é tão apertado que você nem consegue tirar uma blusa lá de dentro sem ter outras tantas peças caindo também. E vamos combinar? Isso é uma chatice!

{foto de parte do meu armário arrumadinho, que compartilhei no instagram – @armariodemadame; cabides de veludo para otimizar o espaço e evitar roupas escorregando e peças divididas por estilo: manga, sem manga, casacos/jaquetas, blusas mais curtas, blusas mais longas. Esse é um jeito meu, tá? Não me adapto bem à arrumação por cor, mas isso é uma decisão super pessoal} 

Quando fui a São Paulo para uma visita guiada ao Outlet Premium de Itupeva, a consultora de imagem e estilo, Alba Prizão, resumiu de uma forma muito prática e fácil de memorizar – e melhor ainda, de colocar em prática – os “números de um bom armário”. É algo que eu já colocava em prática nas minhas consultorias e também nos emails que respondo de vocês, leitoras, e que vale à pena compartilhar no formato que Alba formulou. Então, madames, atenção!

Guardem esses números: 1×1, 1×3, 1×5.
Sabem para onde eles vão te levar??

{cliques com clientes-madames da “Revitalização do Guardarroupa” – para mais informações sobre como funciona esse serviço, leia esse post aqui}

Para uma boa relação com o seu armário. Vamos entender porquê!

1 x 1 – porque para cada peça nova que entra no seu armário, é bacana que você procure uma antiga, que você não usa mais, para sair. Isso faz com que você não sobrecarregue o seu armário e não perca tempo vendo o que você não usa. Seu olho ver apenas o que você tem à sua disposição de verdade para usar. Porque de nada adianta ter uma saia que não veste bem, um short com o zíper quebrado, uma blusa que está há meses no armário e que até hoje está com a etiqueta. Néam??

1 x 3 – porque cada uma das suas peças tem que formar pelo menos três combinações de looks diferentes. Lembra que já falei disso aqui no blog? A saia estampada floral de cintura alta, por exemplo, fica bem com uma tshirt, com uma blusa jeans e com uma blusa de listras. E a partir daí a gente sabe que a compra valeu à pena. Se tiver mais combinações que isso para fazer, melhor ainda! <3

{fiz cliques rápidos com as roupas que tenho no meu armário para explicar para vocês, na prática, a proporção 1×3}

1 x 5 – porque para cada parte de baixo você deve ter 5 outras peças “de cima”, em termos de quantidade, entende? Se você tem 25 blusas no seu armário, o ideal é que você tenha 5 partes de baixo entre shorts, calças e saias. Essa, talvez, seja a dica que a gente menos coloque em prática – o que, na verdade, é uma pena, não é? Como a gente dá sempre mais atenção ao rosto (é para ele que a gente olha quando fala e se relaciona com as pessoas no nosso dia a dia) é interessante investir em uma variedade maior de peças para a parte de cima. Assim, mesmo sem ter um armário abarrotado de roupas (e abarrotado desnecessariamente, vale dizer), a gente consegue evitar que as pessoas nos olhem e tenham a impressão de que nos vêem sempre com a mesma roupa – tem coisa melhor que isso?

—-

Bem, madames, é isso. Post longuinho, mas cheio de informações bacanas. Eu sei que a vida é corrida mas não existe tempo melhor do que o investido em nós mesmas, na nossa auto estima e bem estar. Então se organiza direitinho e tira um tempo para você organizar seu armário no fim de semana. Chama uma amiga – faz um dia na sua casa e em outra oportunidade você ajuda a organizar o armário dela. Incorpore essas proporções – 1×1, 1×3, 1×5 – no seu dia a dia e veja como é bom ter um armário que é ideal para você, para o seu estilo, para a sua vida. ;)

Categoria: Sem categoria