post da Martinha Fonseca

As pessoas não querem pagar o preço

#DiárioDeMadame

13 jul 17

As pessoas não querem pagar o preço. Não querem bancar a escolha feita. Não querem o ônus que vem junto com o bônus. As pessoas, em resumo, são mimadas pra cacete.

Repare se não é assim: as pessoas querem comer de tudo um pouco, não querer fazer esforço, não querem abrir mão de um aniversário, mas querem o corpo fino, seco, torneado e preenchido com massa magra. Querem curtir fotos de mulheres esquálidas e comentar “maaaaaagra” como sinônimo de beleza, mas acham absurdo que essas mesmas mulheres levem suas marmitas para viagens e restaurantes. “Que neuróticas”, esbravejam.

As pessoas também querem um relacionamento bacana, querem encontrar um companheiro que seja parceiro, que esteja ali para dar um apoio, para compartilhar alegrias e tristezas, para ser seu porto seguro. Mas as pessoas não querem combinar horários, não querem planejar a vida levando o outro em consideração, não querem se abrir, não querem ficar vulneráveis, não querem confiar e não querem deixar de futucar o celular alheio. Que coisa, né?

As pessoas querem um trabalho dos sonhos, que pague bem, que as faça sentir que são úteis no mundo, que seu trabalho faz sentindo dentro de um sistema. Mas essas mesmas pessoas não querem trabalhar mais de 8h por dia, não querem levar trabalho para casa, não querem se sacrificar para fazer um curso de especialização aos sábados, não querem abrir mão do happy hour para terminar um relatório dentro do prazo.

Aí fica difícil, né?

Vamos parar para pensar o que queremos de fato? Vamos alinhar expectativa com realidade? Esforço com resultados possível? Vamos?

os looks da semana:

diariolooksPOST

look 1: blusa Iódice, Colete Lança Perfume, Calça Forever XXI, Bolsa e sandália Schutz
Look 2: blusa dafiti, colar não lembro, calça Pop Up Store, mule e bolsa Schutz
Look 3: blusa Zara, Cardigan C&a, Calça Forever XXI, Sandália Arezzo, Bolsa Schutz
Look 4: Blusa Onça Preta, Calça Zara, bolsa Arezzo, sapato Ralph Lauren
Look 5: Blusa da minha coleção “De Madame para Madame” com a @madamedelaco, calça @frufrustore, Bolsa e mule Schutz.

 

beijos!

 

Categoria: Diário de Madame
Comente pelo facebook
4 comentários
  1. |Fádia

    As pessoas não querem sair da zona de conforto

    Responder
  2. rafaela

    Normalmente acho seus textos muito inspiradores, mas acho que nesse ai , talvez tenha faltado um recorte , ao enfatizar muito a meritocracia ,com todo respeito você acabou fazendo uma análise superficial do que é o ser humano , o ser humano não é só vontade ou determinação , o ser humano tem aspectos físicos , psicológicos ,sócias ,econômicos e até mesmo genético( limitações no caso ,por doenças e etc).Então , ao fazer um texto desse com enfoque do que chamamos apenas vontade ou determinação ,ao invés de dar a confiança ou o incentivo que acho que foi seu objetivo , pode-se deixar o outro ainda mais confuso ou deprimido.Enfim , adoro você e seu jeito , mas acho que nessa geração plena , as pessoas tem que tomar cuidado com os exageros ou ,melhor dizendo, cuidado com as diferenças !! beijoooos querida !

    Responder
  3. Vanessa

    Exatamente, Marta! As pessoas querem o bônus mas não suportam encarar o ônus, ou por comodismo ou por se acharem especiais demais para batalhar pelo que querem, como se querer fizesse surgir um direito ao que se deseja. Enquanto isso invejam ou criticam as pessoas que bancam a luta pelos seus objetivos. Difícil de lidar! Você foi perfeita na sua reflexão.

    Responder
  4. Polyana

    Muito bem, Martinha. Um desabafo muito válido! Que esse espaço possa ser sempre via de reflexão (sua e dos leitores)! Beijo

    Responder
Deixe um comentário
* Não será divulgado
Para usar avatar, cadastre-se com seu email em Gravatar.com