post da Martinha Fonseca

Em busca de abrigo de Jojo Moyes

minha primeira leitura do ano

27 jan 16

Aposto que esse post estava sendo aguardado com ansiedade!! Quem já leu algum livro de Jojo Moyes fica ansiosa pelo próximo, Não tem para onde correr. A autora britânica é mestre em escrever histórias envolventes, com personagens fortes e diálogos incríveis. Tive a minha experiência de estreia com Um mais Um, e agora, para a primeira leitura do ano me joguei, ao longo das minhas férias de início de janeiro, na leitura de Em Busca de Abrigo.

em-busca-de-abrigo-jojo-moyes-3

“A nova edição do romance de estreia da autora vencedora do prêmio RNA com A casa das marés. Na noite da Coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953, a comunidade de expatriados de Hong Kong se reúne para celebrar o evento com uma festa. Enquanto os convidados tentam ouvir a cerimônia em um rádio antigo, Joy, uma jovem de 21 anos, se apaixona. Menos de vinte e quatro horas depois da festa, ela já está prometida em noivado ao rapaz, mas só tornará a se encontrar com o noivo um ano depois. Em 1980, um ato de rebeldia faz Kate, aos 18 anos, fugir do Condado de Wexford, na Irlanda, com sua filha ilegítima. Quinze anos mais tarde, Sabine deixa Hackney, o elegante bairro onde mora, em Londres, para visitar os avós que jamais conheceu e descobre que Wexford parece ter parado no tempo. Quando Sabine, sua mãe e sua avó voltam a se encontrar, um segredo de família cuidadosamente guardado é descoberto, bem como algumas verdades importantíssimas: o conflito entre o amor e o dever, as escolhas que as mulheres são obrigadas a fazer e o relacionamento entre mães e filhas”

Coloquei aí em cima um resuminho da história para quem ainda não conhece o livro possa se situar e ir acompanhando o post.

Confesso, logo de cara, que Em Busca de Abrigo não foi um livro de leitura frenética para mim. A história é interessante, o conflito entre as personagens de três gerações da família parece capaz de acontecer em qualquer família, mas algo que é apontado como trunfo no livro me incomodou bastante. A narrativa é sempre narrada em terceira pessoa, mas vai alternando, a cada capítulo, o ponto de vista de cada uma: assim, em um capítulo você está acompanhando os acontecimentos sob o ponto de vista de Sabine, a neta; e no outro, você é transportada a outro período da vida de Kate, a mãe, ou ainda de Joy, a avó. E isso cortou um pouco meu barato: quando eu ia me empolgando, me afeiçoando à personagem, seus conflitos, suas motivações e sua história, PAM!, acaba o capítulo e um novo ponto de partida é introduzido.É claro que ao decorrer da história toda essa trama de pequenos acontecimentos da vida de cada personagem vai fazer sentido e vão se mostrando como partes de uma história só. Mas fiquei confusa.

em-busca-de-abrigo-jojo-moyes-2

Por outro lado, Jojo Moyes parece escrever uma história cheia de generosidade, ao mostrar personagens complexos, com coisas boas e ruins, atitudes boas e outras nem tanto. Gosto de histórias que são construídas com personagens reais, e isso me motivou durante alguns períodos de narrativa mais lenta ao longo do livro.

Outro ponto positivo são os personagens secundários. Adorei todos. São interessantes, e tem histórias bacanas também, fazendo um bom pano de fundo para toda a história acontecer.

Para quem vai se jogar na leitura, aviso que as últimas 150 páginas do livro são as melhores e vale a pena chegar até elas. O final me agradou, embora tenha sentido falta de diálogos mais avassaladores.

De todo modo, ao meu ver, para quem gosta de uma leitura leve e prazerosa, Em Busca de Abrigo atende muito bem – apesar de não ser, como eu disse, um livro de leitura frenética. Quem sabe, foi bom ter sido assim: combinou com o ritmo lento, tranquilo e leve do início do ano, quando estava de férias.

Jojo segue sendo uma autora incrível para mim, e já estou empolgada para mais uma aventura com ela.

Categoria: Livros
Comente pelo facebook
2 comentários
  1. Isabelle Vieira

    Martinha adorei a resenha, bem legal seria se você fizesse com mais frequência no blog :)
    Se gosta da Jojo tem que ler o mais famoso dela: como eu era antes de você. O livro é lindo demais mas tem que se preparar para a intensidade que ele traz pra gente, mesmo assim super indico!
    bjos

    Responder
    • oi isabelle!
      eu faço conforme eu vou conseguindo ler. eu não sou muito rápida com leitura, tipo devoradora. até porque eu adoro uma televisão e séries na netflix! hahaha mas sempre que leio algo bacana, eu compartilho aqui! beijos!!
      ps: simmmm, preciso ser esse. todo mundo indica!

      Responder
Deixe um comentário
* Não será divulgado
Para usar avatar, cadastre-se com seu email em Gravatar.com