post da Martinha Fonseca

Diário de Madame

lição com Preta Gil + Highlights da Semana

25 jan 16

A questão é: mudar é difícil. Significa sair do automático, se forçar a enxergar outra perspectiva e exercitar todos os dias essa nova forma de pensar, até que finalmente ela seja natural, e não precise de pequenos lembretes a cada vez que você for preconceituosa.

Sim, preconceituosa.

diario-p1

Olha essa foto de Preta Gil em um show alguns dias atrás. Tornou-se polêmica porque, aparentemente, a quantidade de celulites na perna dela é inadmissível; ou, ao menos, incompatível com a roupa que ela estava usando. E eu mesma por um segundo estranhei a imagem, confesso. Mas você veja que irônico: a gente reclama que a mídia, as revistas de moda, o instagram e tudo mais forçam a gente a pensar que a perfeição é possível. E a gente sofre por isso, se cobra demais, coloca o nosso corpo como foco da nossa vida, a auto estima vai ao chão, a vida perde a graça – afinal, preciso ser magra para ser feliz, não é? A gente reclama de tudo isso, esbraveja a injustiça dos padrões, se indigna contra o absurdo da cobrança que é imposta sobre nós mulheres. E até deseja que tudo fosse diferente.

Mas na primeira oportunidade apontamos o dedo para quem a gente acha que não é tão perfeita assim. Na primeira oportunidade, o nosso olhar diz antes mesmo que a nossa cabeça se permita negar que é estranho ela usar essa roupa; “ela forçou a barra“, “podia ter evitado, né?“, “sabia que o povo ia comentar, então agora aguente“, “ela é celebridade, tinha que fazer dieta para emagrecer“, e por aí vai. Absurdo atrás de absurdo, frases que nós mesmas achamos cruéis quando saímos do automático que nos é imposto e paramos para pensar no assunto, ou quando a vítima somos nós mesmas. No entanto, quando o “culpado”  é outro…aí fica mais fácil criticar, né?

Como disse, mudar é um exercício – dos mais difíceis, vale dizer. É tentar, a todo tempo, se antecipar ao hábito que queremos abandonar, e por milésimos de segundo dizer a nós mesmas: “epa! por que ela não pode?”, ” por que a primeira coisa que você olha são as celulites?”, “você também não as tem? você também não odiaria que as pessoas só olhassem para elas, ao invés de te ver como um ser humano?”, ” você também não odiaria ser definida pelo seu corpo?”, ” você também não acha uma prisão essa cobrança pode ser perfeita?”. Então por que cobra que os outros sejam?

Peralá, mocinha, tem nada de errado nessa foto não.

Deixa a moça ser feliz, deixa a notícia ser o show dela, a animação da galera, a participação de Wesley Safadão.

A mudança começa em nós mesmas. Então, antes ou ao mesmo tempo que você cobra que as revistas, as celebridades, as novelas, a propaganda mudem, mude também. Tente não reparar nas celulites, tente não crucificar Preta Gil apenas porque ela não tem vergonha de ser quem é. Tente você mesma não ter vergonha de quem é. Você vai ver o quão maravilhoso isso pode ser.

—-

Hello, madames!!

Comecinho de semana, tudo certo aí do outro lado? Vamos aos melhores momentos da semana?
diario-p2

Look 1: Blusa Dafiti, Saia Boah, Bolsa Prada, Sandália Luiza Barcelos (Mesckla) – aniversário de Annie, minha amiga.
Look 2: Blusa Gap, Saia Dress To, Bolsa Gucci, Colar Comparatto, Sandália Capodarte – evento da Melissa.
Look 3: Blusa Gap, Cardigan My place, Calçca 284 (Mesckla), Sandália Schutz, Bolsa Prada, Colar Melinda Melinda – cinema com o boy.

diario-p3

Essa sou eu rhyca-poderosa no evento da Melissa, o Melissa com Dendê, um evento incrível que rolou essa semana aqui em Salvador. Foram escolhidas algumas personalidades locais para trabalhar junto com a Melissa, e entre encontros e workshops, eles criaram, cada um, um lenço estampado. Esse foi o meu escolhido, desenhado por Luana, tatuadora (que inclusive fez minha tattoo!). Aproveitei que tinha um pessoal lá da Turbante.se, e fiz essa amarração poderosa. Amei!

diario-p4

Essa é Kathi, minha irmã mais nova, esbanjando fofurice.

diario-p5

Aqui eu e o boy no aeróbico do sábado de manhã. Adoro malhar com ele! :)

diario-p6

Pedacinhos do passeio de lancha que fizemos no sábado, com a família de Dan. Feliz que conseguimos achar um pedacinho de céu aberto na Ilha de Frades. Foi top!

diario-p7

Na volta para Salvador, paramos em Loreto, e almoçamos no Restaurante da Preta, um dos lugares mais must go da vida! Local charmoso, atendimendo excelente, comida maravilhosa! Chegamos lá por volta das 16h da tarde e foi uma delícia! Para quem quiser ir, é bom fazer reserva antes, tá? Principalmente nos dias de sol de verão, o local costuma ser disputado!

diario-p8No domingo a tarde, foi hora de trabalhar um pouquinho ao lado dessas pessoinhas incríveis: mari, que vocês já conhecem e que faz sempre fotos lindas!; e alice e lulu, do Como Sou Brega, nos justamos novamente para fotos de carnaval com os acessórios da Soupir! Vai ficar lindo!!! Aguardem!

;)

Categoria: Diário de Madame
Comente pelo facebook
10 comentários
  1. Carol

    Madame, em relação a Preta Gil, que nem você confesso que estranhei de primeira, e depois parei pra refletir sobre o quão maldosos eram os comentários das pessoas em relação a isso! Ninguem é perfeito, porque então temos que cobrar isso dos outros? Como sempre, arrasou no diário de madame!
    No mais, apaixonada pelo look do evento da Melissa!!! Ps: Luana fez uma das minhas tatuagens tb, she rocks!!!
    E sua irmã esbanjando fofura!!!
    Beijinhos

    Responder
    • é, acho que a gente estranha mesmo de primeira, por conta do habito de querer a perfeição. mas ela não existe, e cabe a nós mudarmos isso na gente também!
      beijos!

      Responder
  2. Lílian

    Martinha, definitivamente, sou sua fã!!! Ler o Diário me faz muito bem, e parece que é direcionado para mim #convencida heheheh

    muito obrigada, madame :)

    Responder
  3. Morgana Neves

    Oi! Que post, viu? São posts/ pensamentos como estes que fazem a diferença. A gente reclama tanto da mídia (indústria cultural como um todo) e somos as primeiras a detonar alguém quando o corpo da pessoa “não está no padrão” em vigor. De que adianta reclamar do mundo se nós mesmas somos as primeiras a vestir a roupa de carrasco e detonar os outros com os nossos julgamentos?
    Liberte-se!

    Responder
    • justamente!!! não adianta nada! temos que começar a mudança em nós mesmas. do jeito que a gente é cruel ao se olhar no espelho, ou cruel cobrando perfeição de outras mulheres tão normais quanto nós mesmas! beijos!

      Responder
  4. Caroline Sousa

    Martinha, onde encontro essas estrelinhas pro rosto?

    Responder
  5. Livia

    Martinha carnaval, festa de largo, furdunço, pode vim pode chegar e como fazemos para customizar camisas, abadas…porfavor help. Ja estou sofrendo com uma regata G larguissima para Yemanja e eu sou tamanho P, despeitada ainda por cima. :(

    Responder
Deixe um comentário
* Não será divulgado
Para usar avatar, cadastre-se com seu email em Gravatar.com