post da Martinha Fonseca

Diário de Madame

Vá. Simplesmente vá.

13 jul 15

É, o desconhecido dá medo mesmo. E quer saber? Você não é nenhum alien por sentir isso. Mais fácil – e útil – do que negar o óbvio, é enfrentá-lo apesar do medo, apesar do desejo que o ontem fosse diferente, que as pessoas fossem diferente, que você fosse diferente. O novo existe para quem se arrisca, para quem coloca a cara no mundo, para quem faz escolhas – e acredita nelas –  independentemente da certeza do resultado.

Não há nada de mal em ter se entregado, em ter acreditado, em ter ido muito além do que os limites que a razão sugere. A gente faz o que dá com as ferramentas que o mundo nos cede, e o que o nosso coração aguenta. Ou com o que a gente acha que o coração aguenta. Porque por vezes ele aguenta muito mais do que a gente acha que ele é capaz, e por vezes, a gente subestima – por medo, claro! – a nossa capacidade de se reinventar em face das dificuldades.

A gente não aprende muita coisa quando estamos bem, quando a vida vai bem, quando a relação causa e consequência está funcionando do jeito que a gente espera (“eu faço isso, logo, acontece aquilo”). Há os seres realmente elevados que diante da situação perfeita conseguem tirar lições de vida, antevendo o que poderia ter acontecido – mas não aconteceu. Mas a bem da verdade, o ser humano normal, ali, aquele comum (e aí, vamos combinar, não há nada de menor em ser normal e comum) aprende mesmo é na dificuldade, no sofrimento e na dor.  Aprende quando se vê diante da angústia de não ter o que gostaria, de não ter desempenhado um papel que gostaria, de não ter por perto quem gostaria. É quando tudo vai errado que a gente vê que não temos controle sobre nada e aprendemos a diminuir a ansiedade que isso em um primeiro momento nos causa.

E por hoje eu só queria te lembrar disso: você está diante de uma oportunidade incrível de crescer, evoluir, amadurecer. E isso vai ser tão bom para você, acredite! Tenha medo no novo, claro, porque ele é desconhecido e o que a gente não conhece dá medo mesmo. Mas vá adiante apesar dele. Não tenha medo de encerrar ciclos, de fechar feridas, de olhar um novo horizonte porque esse novo horizonte existe. Basta você querer enxergar.

É cliché, mas é verdade: tudo acontece por um motivo. E quando todas as opções tiverem se esgotado (porque a gente adora insistir, por teimosia, em alguma coisa que está feito para dar errado, né? quem nunca?), aceite que chegou o fim e que não há derrota nenhuma nisso, apesar da vitória que pode vir depois. Se tudo acontece por um motivo, mas você ainda não viu que raio de motivo é esse, não tem problema: apesar disso siga em frente. Vá. Simplesmente vá. Ande. Saia do lugar. Mude as atitudes. Pense diferente. Inove. Se reinvente. Descubra novas vontades. Crie novas vontades se for necessário. Faça a sua parte. Siga em frente. Vá. Simplesmente vá.

Porque nada pior do que, daqui a um tempo, olhar para trás e vê que você ainda está lá, parada no tempo, arrancando cascão de ferida que já sarou só por capricho de não querer ir adiante. Só por medo. A vida é incrível para quem quer ser incrível. E que saber? Nessas horas, sim, querer é poder.

—-

Hello, madames!!!

Começando mais uma semana aqui no Armário de Madame, e tive que postar esse textinho que veio do coração. Espero que gostem!

No mais, vamos aos highlights da semana? A começar pelos looks, claro:

D-1

Look 1 (para resolver pendências na rua): Blusa Jeand Dafiti, Blusa branca Sarttore, Saia Zara, Bolsa Schutz, Bota H&m
Look 2 (press day da L’oreal em Recife): Blusa Dafiti, Saia Farm, Jaqueta Litt para Mesckla, Sapatilha Schutz, Bolsa Louis Vuitton
Look 3 (jantar em família): Blusa Mesckla, Calça Zara, Sandália e Bolsa Schutz

D-2

Essa semana eu fui super participativa lá no snapchat, quem acompanhou?? @armariodemadame bombou! hihihi Espero que tenham gostado das coisas que compartilhei lá, inclusive o vídeo do último video que foi ao ar aqui no blog, no qua mostro como lavar pincéis de maquiagem. Acabei precisando subir ele no sábado, ao invés da sexta como já é de praxe, mas espero que vocês tenham visto e gostado.

D-3

Olha só meus pompons de papel! não são lindos? Como esse ano não consegui pensar num tema para meus 27 aninhos (faltam 15 dias!!), resolvi que ao menos faria algo artesanal, DIY, sabe? E eis que coloquei em prática minhas habilidades e estou fazendo, aos pouquinhos, os pompons de papel que vão decorar (assim eu espero! hihih) minha fexxxtinha. Vou gravar um video ensinando a fazer, ok? <3
D-5

Nada propriamente especiall, mas adoro mesas decoradas. E achei essa de sábado, aqui em casa, tão linda e delicada, que clique para compartilhar com vocês.

D-6

No mais, semana pesada de dieta!! Ainda não estava 100% (ah, as escapadas…sempre tem uma..ou umas!), mas agora vou precisar ser. Desde a semana passada, na verdade, que já tinha me controlando bastante – inclusive, a foto não me deixa negar, fui ao Alfredo com minha família, e comi apenas a proteína do prato.

Além disso, desde ontem estou em detox! Sábado é o casamento de minha amiga, serei madrinha e uma amiga que além de muito feliz pela felicidade do casal, quer estar se sentindo bem no visú, né? Então me joguei no detox da Tempero e Saúde para dar um empurrãozinho extra! uhu!

E agora vamos nessa! Aproveitar cada minuto dessa semana que promete ser incrível. Vou aproveitar o casamento e gravar vlog, ok? Semana que vem publico aqui! Aguardem!

 

 

Categoria: Diário de Madame