post da Martinha Fonseca

Produto de Madame: Batom Diva, MAC

ê batom lindo!

10 jun 15

batom-diva-mac-1Opa! Promessa é dívida! Eu disse que voltaria para um segundo post hoje, não foi? As dicas de NYC são ótimas (aí saudade da semana passada!), mas o mundo das madames não gira em torno só de viagem, néaaam? Então nada de monotema ;) hihihih

Eu ainda vou fazer um video de comprinhas para mostrar tudo que comprei em NYC (quero gravar hoje para postar sexta!), mas já iniciando com algumas novidades por aqui, tinha que trazer esse batom Diva para compartilhar com vocês. Ele já é bastante conhecido das amantes de MAC, e apesar de eu já ter usado quando fui ao salão me maquiar, eu ainda não tinha ele por aqui e meeeellllldellls, que batom lindo é esse?! E por que raios eu ainda não tinha comprado ele? Hein? Hein?

Tô viciada! <3

batom-diva-mac-3 batom-diva-mac-4 batom-mac-diva-2

Esse batom Diva é um tom lindo de vinho avermelhado muy, muy chic. A durabilidade é incrível, assim como a maioria dos batons Matte da Mac; mas mesmo entre esses da mesma categoria que eu tenho aqui, ele é um dos melhores. Não espalha tanto para as “bordas” da boca, sabe? Precisei retocar bem pouco das vezes que usei.

Estou realmente encantada – tanto que tenho usado muito desde que cheguei de viagem e tem sempre alguma madame perguntando “que batom é esse?”.

Abaixo, fiz swatches comparando o batom Diva com outros batons vinho que tenho por aqui.Nada ficou exatamente parecido, embora o Vinhex tenha se aproximado bastante – de todo modo, vale notar que o Vinhex, da Quem Disse, Berenice? não é mate, e, se observarmos bem, puxa menos para o vermelho.
batom-diva-mac51

1. Sapatilha, Batom líquido mate Dailus; 2. Diva, MAC; 3. Vinhom, QDB?; 4. Vinhex, QDB?.

Então, o que acharam?
Vocês já tem o Diva em casa? O que acham dele?
Algum nacional que tenho aqui se parece com o batom da MAC?

Contem-me tudo, não escondam nada!

Categoria: Beleza
post da Martinha Fonseca

Onde Comer em NYC

Vem ver os lugares deliciosos que eu fui em NYC!

10 jun 15

Ai, tô numa dúvida danada por aqui. Tem várias de vocês pedindo mais infos e dicas do que fazer em Nova York, mais detalhes sobre minha viagem – que lugares fui, onde me hospedei, etc – e confesso que eu fico numa alegria só de compartilhar tudo com vocês. Mas, por outro lado, também não quero ficar monotemática, né? Sabe como é? Dilema, dilema!

A solução, me parece, intercalar os assuntos. Então, além desse post que coloco no ar agora para vocês, mais tarde vou trazer outro tá? Teste de produto, dica de como usar alguma peça, ou até look pro São João que vocês tem me pedido muito. O que preferem?

Por hora, vamos às dicas de onde comer em NY. Ou melhor, dica de onde eu comi por lá. Porque ô cidade incrível e cheia de opção, né? Dá para ficar perdido por lá, entre os pequenos achados dos bairros e os grandes nomes de restaurantes famosos no mundo todo e que também garantem presença nessa que é uma das cidades mais importantes do mundo.

Organizei o post por ordem cronológica, tá?

onde-comer-ny-1 onde-comer-ny-2

The Marshal
628 10th Ave – NYC

Almoçamos nele na segunda-feira, e como tínhamos acabado de chegar e a viagem foi programada super em cima da hora, estávamos meio perdidos e pegamos dicas com o concierge do próprio hotel. É claro que morrendo de medo da indicação porque isso nem sempre dá certo, mas acabamos indo. Ficava super perto do hotel, estava chovendo, e a cara do lugar era boa. O ambiente é super charmosinho.

O diferencial do The Marshal era que todos os produtos utilizados nos pratos e entradas eram vindos de fazendas conhecidas, ou seja, tudo super natural, sabe? Mas nem por isso natureba. Olha aí o pedação de carne para provar. hehehe

Eu, particularmente, adorei o restaurante. Sossegado, com cara de que é frequentado por pessoas da cidade e não por turistas, sabe? A gente pediu dois pratos principais que dividimos entre nós dois, e mais 3 opções de acompanhamentos: aspargos gratinados, cogumelos e uma espécie de “lasanha”.

Gostei bastante, e o preço final foi ok para o que a gente tinha previsto no orçamento: 50 dólares para cada, já com a taxa e a gorjeta.

aH! O paozinho caseiro com a manteiga caseira que eles oferecem de entrada é uma de-lí-cia! E outra coisa: o restaurante tem várias opcões de cervejas diferentes, foi interessante testar, embora eu não tenha amaaaado nenhuma propriamente. hehehe

onde-comer-ny-3

The Balthazar 
80 Spring St, New York

O Balthazar, na verdade, tem de tudo a depender do horário: brunch aos domingos, almoço, lanches à tarde, jantar, vinhos, etc. Mas para gente, serviu para almoço. :)

Como na terça-feira estávamos na região do Soho, seguimos a indicação de vários amigos e paramos lá para o almoço. Estava bastante cheio, mas como éramos apenas 2 pessoas, não esperamos muito pela mesa. Nesse dia estávamos com pressa, então não pedimos entrada, fomos direto pro prato principal: Dan pediu carne, para variar, e eu que estava me sentindo um pouco culpada de tantos donuts, pedi um frango grelhado com salada. Estavam ambos gostosos.

Acho um Balthazar bem bacana, gostoso de ir, bom principalmente em viagem: você come bem, o serviço é rápido, e a conta ok. U$60 por cabeça (mas observe que tomamos cerveja nesse dia).

onde-comer-ny-5

Fig & Olive
420 West 13th St, NY

No terceiro dia o nosso passeio foi pela região do Chelsea e Meatpacking, esse último nosso bairro preferido de toda a viagem. O Fig & Olive foi uma grata surpresa, amamos tudo do início ao fim: o ambiente, o serviço (o garçom que nos atendeu era um fofo), as entradas (dan pediu um stake tartare e eu uma burrata, mas acho que podíamos ter entrado em um consenso e pedido apenas uma entrada), e os pratos principais. Nesse dia, ambos pedimos risotto: Dan um risotto com cogumelos e salmão, eu, risotto com gorgonzola e camarão. Déli, déli!!

A carta de vinhos é bem bacana também; pedimos um branco nesse dia.

A conta deu em torno de U$90 por pessoa.

Para quem não estiver no Meatpacking, tem outro Fig & Olive próximo à 5th Av, e também em outras cidades dos Eua, tá? Vale muito à pena!

onde-comer-nyc-6

Juliette
135 N 5th St, Brooklyn, NY

Esse é o restaurante que aparece no vlog que postei ontem. Fica no Brooklyn (Williamsburg, mais precisamente) e é uma delicinha. Achamos o cardápio um pouco restrito demais, sem muita variedade, e acabamos indo no hamburguer – o que não é, propriamente, nenhum esforço. Pedimos o sanduba que leva o nome da casa, e estava uma delícia. Viva ao bacon bem torradinho! hahaahah ;)

onde-comer-ny-7

Juliana’s
19 Old Fulton St, Brooklyn, NY

Novamente indicação de uma amiga que valeu muito à pena. Eu amo pizza, no geral, né? E amo ainda mais a pizza americana. O molho de tomate de lá é incrivelmente gostoso, e amei que consegui comer uma boa pizza por lá. Pedimos uma pizza pequena e era essa coisa grande aí, de 8 pedaços. Ficamos assustados! hahaha Mas estava uma delícia! Vale muito à pena ir!

O preço  da conta eu não lembro exatamente, mas foi baratinho. Talvez uma das contas mais baratas de restaurante que pagamos por lá. Mas eu sinceramente não lembro quanto foi.. :(

onde-comer-ny-8 onde-comer-ny-9

Harry Cipriani
781 5th Avenue (entre as ruas 59th & 60th)

Delícia do início ao fim! O Cipriani é bem conhecido, né? Não tem erro ir lá. Italiano delicioso, com serviço impecável e carta de vinhos bem variado. Dan comeu uma vitela, e eu um penne. Delícia demais! <3 Ficou $130 obamas por pessoa, mas vale à pena.

 

Categoria: Viagem e Gastronomia