post da Martinha Fonseca

Intimidade, Mulheres e nossos direitos

Por que parece ser tão difícil se colocar no lugar do outro?

04 mar 15

Achei genial a ação da Always que não resisti em trazer esse assunto pra cá. Lógico que existe um interesse mercadológico e de vendas nessa história toda, mas não dá para não achar bacana uma marca tão grande usar uma garota propaganda de igual impacto (Sabrina Sato) para levantar a discussão sobre o vazamento de vídeos íntimos na internet que vitimizam, em sua maioria, mulheres.

>> não entendeu do que estou falando? então, aperta o play!

Vi o video e de cara pensei, “nossa, genial!, o Dia da Mulher chegando, tantas marcas pensando em propagadas piegas e flores (que em alguma medida tem seu valor, mas não valorizam por completo a existência, a luta e as alegrias de ser mulher), e a Always vem e lança algo assim. Realmente, genial!” E mais do que isso, devo dizer, necessário. Me assusto que, em pleno século XXI, frases do tipo “se não queria que vissem por que gravou?”, “meninas, evitem problemas, se preservem e não gravem vídeos assim”;  ou ainda “só grava quem acha que o acontece ao vivo não foi bom o suficiente” apareceram nos comentários do video. Fiquei triste demais com isso. Porque, né, WTF.

Será que é tão difícil assim se colocar no lugar de uma mulher dessas que confiou em alguém para compartilhar sua intimidade e depois se vê assunto de rodas de amigos e grupos de whatsaap por pura safadeza, egoísmo e imbecilidade de outras pessoas? Sim, porque vamos combinar que o primeiro que compartilha o vídeo íntimo recebido é tão bocó quanto os demais que, por curiosidade ou ignorância, seguem compartilhando o conteúdo entre amigos. Vamos parar com isso gente, não é possível que seja tão difícil assim.

Confesso que, nesse exato momento, me deparo até com uma certeza dificuldade de elaborar esse texto por maior que seja minha vontade de falar do assunto. É que tudo me parece tão óbvio que soa bobo escrever sobre isso, sabe como é?

Sério mesmo que é preciso alguém dizer que “querer compartilhar minha intimidade com alguém” não é o mesmo que “podem compartilhar minha intimidade com todo mundo”? Poxa, é triste demais isso. Em um mundo em que mulheres se relacionarem abertamente com sua sexualidade é algo ainda pouco visto, punir alguém (sim, compartilhar vídeos e fazer do seu conteúdo motivo de risada e resenha entre amigos é punição, porque o compartilhamento sempre vem rodeado de julgamentos, crises morais e hipocrisia) por resolver abrir sua intimidade, seu corpo, seus medos e suas paixões com alguém é algo tão, tão baixo…

Acho sim que devemos tratar a internet com o devido respeito, e já ouvi relatos assustadores de meninas de 15 anos compartilhando fotos íntimas com meninos que elas ficam (vejam bem ficam! não é namoro, não é casamento; é apenas uma ficada!), e isso, como disse, é bem assustador, seja pela banalidade com que encaram o sexo, seja pelas reais motivações por trás disso ou pelo risco que uma atitude como essa tem e que aos 15 anos talvez seja difícil medir. Mas talvez esse seja assunto para outro dia..

Por hora, fica aqui meus aplausos à ação da Always e Sabrina Sato. Que as pessoas entendam que não é porque ela opta por pousa para a Playboy que todos têm direitos sobre a intimidade dela (sim, li comentários desse tipo por aí), não é porque eu compartilhei meu video com meu namorado que ele acha que tem direito de compartilhar com os amigos, e não é, por fim, porque alguém resolveu compartilhar o video de outra pessoa com você e que você não tem responsabilidade de não dar sequência a isso e respeitar a intimidade de alguém – mesmo que você não a conheça pessoalmente.

#juntascontravazamentos

Categoria: Comportamento
Comente pelo facebook
8 comentários
  1. July

    Feliz de ver um post como esse por aqui! Concordo demais e fico triste de ouvir esses exemplos que vc citou, até mesmo de amigas proximas. ;/ Beijo

    Responder
    • é desanimados mesmo! :( mas se a gente for fazendo nossa parte, falando do assunto e mostrando o porquê da necessidade disso, a gente vai mudando o mundo. acredite!

      Responder
  2. Annie

    TB achei genial a sacadas deles !!!
    E concordo com absolutamente TUDOOO q escreveu Tita, um absurdo tudo isso q estamos vivendo. Parece que a sociedade está regredindo… =(
    muito triste tudo isso!

    Responder
    • é, disse tudo, xuxu. parece que a gente tá andando para trás. é cada notícia absurda na tv, cada atrocidade que até amigos falam…que nossa, tá difícil :(

      Responder
  3. Sandra Alcântara

    Olá madame!
    Gostei muito desse post! Sempre falo com minhas amigas que elas podem ficar com quantos caras elas quiserem, mas se ficar com um que seja idiota, aí já era. Não falo só em relação a video, mas da intimudade do casal como um todo.
    Gostei da proposta da marca principalmente por mudar o foco das homenagens às mulheres (fala sério, é sempre aquela lenga lenga de flor pra lá e pra cá, coração, tudo rosa…).
    Parabéns a Always e a você que trouxe o assunto aqui pro blog.
    Beijocas!

    Responder
    • fala sério mesmo. eu adoro um mimo, mas se for feito no dia a dia. no dia das mulheres, especificamente, eu prefiro as postagens que a maioria acha “chata”. a situação da mulher hoje em dia é um absurdo…2015!! era para gente está melhor, ne??
      beijos!

      Responder
  4. July

    Hoje li outro post com outra perspectiva da campanha. Vale a leitura também http://www.nadialapa.com/2015/03/04/a-irresponsavel-campanha-de-always/

    Responder
    • hmmm, vou ler sim, july! sempre bom checar outros pontos de vistas, né?
      beijocas, obrigada pela dica! :*

      Responder
Deixe um comentário
* Não será divulgado
Para usar avatar, cadastre-se com seu email em Gravatar.com