post da Martinha Fonseca

Batom Líquido Mate da Dailus!

Sissone e Sapatilha foram os primeiros batons líquidos da Dailus que eu testei!

22 mar 15

Post de domingo, que delícia!! <3 Prontas para ver a resenha de um dos produtinhos mais queridos dos últimos tempos?? Acho que toda essa febre de batons líquidos mate começou com esse lançamento da Dailus. Me corrijam se eu estiver errada, mas é que comigo foi assim: primeiro eu descobri que existia esse tal de Batom Líquido Mate da Dailus, e depois fui vendo em outras marcas também, como Vult e até a Quem Disse, Berenice? que vai lançar os seus amanhã (mas que eu já tenho um aqui testando, e em breve vira post também).

Mas vamos lá, os batons líquidos da Dailus primeiro.

Eles não são propriamente baratos, R$22,50 na Bel Salvador, mas eu resolvi comprar mesmo assim para testar (eu amo me convencer que estou fazendo isso apenas porque é meu trabalho! hahaha): o Sissone, que é uma clarinho nude rosado, e o Sapatilha, que tem esse tom de vinho escuro que vocês sabem que eu amo.

resenha-batom-liquido-mate-dailus-sapatilha-sissone-1

Vamos começar pelo o que eu gostei mais e pelo que eu usei primeiro: o Sissone.

Ele tem um tom lindo de nude rosa que eu amo – fiquei feliz que acertei em cheio, entre as opções que tinham lá na loja, nessa cor. Amei de verdade! Usei assim que cheguei em casa, e amei mais ainda. Ele é fácil de aplicar, não mancha, a cor dura bem (mesmo comendo e bebendo), até porque ficou tão cor de pele em mim que ficou difícil ver se teve alguma falha de durabilidade. Amei mesmo!

Ah! valeu dizer, o mate do Batom Líquido da Dailus é mate mesmo!! Estranhei um pouco essa textura super seca que parece uma tinta na boca, mas foi só no inicio. Depois ficou tranquilo de usar, sem neura.

resenha-batom-liquido-mate-dailus-sapatilha-sissone-2

Já o Sapatilha, comprei e depois descobri: é o mais difícil de aplicar de todos, segundo maioria das madames com quem conversei. Kuen, kuen para mim! Porque sabe tudo isso que eu falei do Sissone aí em cima? É o oposto do Sapatilha: o danado tem uma cor linda, mas meodeos! como é difícil de passar. Após alguns testes, vi que é melhor passar um lábio de cada vez e fazer todo o acabamento de uniformização da cor enquanto ele não secou. Porque depois já era.

Ainda assim, achei que a cor ficou manchada, e corrigir as bordas com corretivo não é tão simples assim.

Nas fotos abaixo, o Sapatilha ficou super craquelado! Me assustei, porque ao vivo eu não tive essa impressão tão forte. Foi só quando vi a foto que percebi. :(

resenha-batom-liquido-mate-dailus-sapatilha-sissone-3

Mando mais notícias sobre esse Sapatilha mais para frente, porque ainda não desisti totalmente dele. Mas, assim, de início, eu não recomendaria a compra, sabe? Muito complexo, e meio que faz parte de um “capítulo avançado” no livro “Maquiagem da Vida”. haahha entendem o que quero dizer?

A cor em si é linda, mas na prática o estresse não vale à pena.

Por outro lado, o Sissone é meu xodó atualmente e tenho usado muito!!! Achei batom com cor de rhyca. kkkkk

E vocês, madames, já usaram algum Batom Líquido Mate da Dailus?

Categoria: Beleza