post da Martinha Fonseca

Look do Dia: Outubro Rosa by Romaria BH

Campanha bacana que colore o dia! <3

13 out 14

Outubro Rosa. Taí uma campanha bacana, né? Consegue envolver todo mundo ao redor de uma boa causa –  o combate ao câncer de mama – e de quebra deixa nossos dias mais coloridos. Porque está para nascer uma pessoa mais rosa que eu nos últimos tempos, hehehe! É um tal de “outubro rosa” aqui, “outubro rosa” acolá, e lá vou eu com mais um look rosa..

…ou melhor, lá venho eu, né? Já que estou trazendo o look para cá, para vocês verem. hihihih

romariarosa-capa

Como sou viciada em sobreposições e deixar o look mais interessante com a terceira peça, por muito tempo tive dificuldades de usar vestidos. Era uma peça que eu tinha pouco no armário, e a bem da verdade, as poucas peças que existiam por aqui eram para serem usadas em casamentos e formaturas.

Mas a vida é aquela coisa né, a dificuldade de um dia é a facilidade do outro – hahaha #filosofiabaratademadame – e tem dias que tudo que você precisa é um look que resolva sua vida, que deixe tudo mais bonito instantaneamente, sem esforço. É ou não é? Esse vestido rosa (hehehe) de hoje é um exemplo de look assim, facilitadore embelezador da vida. Não é preciso nem “perder” tempo pensando em sobreposições mirabolantes, ele não precisa. É bonito por si só! <3

romariarosa-1 romariarosa-2 romariarosa-4 romariarosa-5 romariarosa-6 romariarosa-7romariarosa-8

Vestido – Romaria (@romariabh) | Colar – Ciça e Renata | Sandália – Schutz | Bolsa – Gucci

foto: Marianna Calmon (@mariannacalmon)

Esse vestido é da coleção de Verão 2015 da Romaria, e eu adoro esse estilo feminino-romântico da marca. No look, como disse, não precisou de muito: só equilibrei a delicadeza do vestido com um maxicolar mais pesadinho, que mistura vários tipos de correntes, e a sandália preta com meia pata, que também dá mais peso ao visual. Aliás, pensar nos looks assim, equilibrando através de contrastes – peso x leveza, feminino x masculino, claro x escuro – é um super atalho para acertar em cheio no look. Vocês pensam assim na hora de se vestir?

Categoria: Moda
post da Martinha Fonseca

Diário de Madame

Uma dose de otimismo, crossfit e looks!

13 out 14

Lembro bem quando o furacão câncer passou aqui em casa, lá no início de 2008, da conversa que tive com minha mãe. Acho que nunca me senti tão orgulhosa dos ensinamentos que ela me passou, e pela primeira vez eu senti que estava fazendo algo por ela que seria completamente possível de ser igualzinho ao que ela faria por mim. A batalha seria dura, muitas e longas sessões de quimioterapia, vários ciclos, e como era de se esperar, mami estava sem chão, perdida, com medo, assustada, irritada e mais um monte de coisas:

-“Mas Tinha, serão 8 ciclos de duas sessões, uma de 8 horas e outra de 2 horas! Eu não vou conseguir, é muito!”, ela me disse enquanto abria a porta da geladeira para encher o copo d’agua.
-Mãe, você já começou a quimio? Já fez alguma dessas sessões?”, perguntei.
– “Não”, ela respondeu.
– “Então se preocupe apenas com a primeira; depois a gente resolve como será o resto, ok? Uma coisa de cada vez”, respondi.

Tinha sido ela que tinha me ensinado a ser assim, prática, direta, racional (pelo menos em alguma medida…hehehe). E pela primeira vez na vida eu percebi que estava usando os ensinamentos dela na prática, para alguma coisa útil, enfim.

Bem, o desfecho vocês conhecem: em 2009 perdi minha mãe, embora valha dizer que isso não significa que ela não tenha sido vitoriosa, sobrevivido com fé e força muito mais do que os médicos previam, e que ela não tenha deixado aqui valiosas lições, como essa, por exemplo, que inspira o post de hoje: esse negócio de levar um dia após ao outro, de enfrentar uma batalha de cada vez, de segurar a ansiedade que a avalanche de acontecimentos  da vida desperta na gente. Sabe que funciona?

Aos pouquinhos a coisa toda vai tomando forma, o desconhecido vira ou volta a ser conhecido, a poeira vai baixando, a visão sobre as coisas vai ficando mais clara. Ando percebendo isso novamente na minha vida. Aos pouquinhos, no ritmo que eu posso, que eu sei que consigo, vou fazendo pequenas mudanças no que estava fora do lugar, vou domando a ansiedade, controlando a neurose, e trilhando o caminho que quero, sabe?

Me descobri com o Diário de Madame uma otimista, sabe? Faz muito sentido para mim apostar que o melhor sempre está por vir. Por que sabe de uma coisa? Eu realmente acho que está. É que às vezes a gente quer que a vida seja sempre igual, daquele jeitinho que a gente aprendeu que fazia sentido, que nos fazia feliz. Mas a felicidade não é algo estático, e aquele tipo de alegria que você sentiu lá atrás era boa lá atrás; agora, é caminhar para frente, e perceber (mais do que aprender) que outros tipos de felicidade existem agora, outras rotinas que fazem sentido, outras expressões que demonstram que está tudo bem. Acredite, está tudo bem.

—–

Well, well, pílula de otimismo do dia tomada, vamos ao que aconteceu na última semana, começando os trabalhos com os looks, claro! Alguns deles eu consegui fotografar com Mari para eles ficarem beeeem lindos aqui no blog, mas mesmo assim já antecipei alguns.

D-1

1. Calça Iorane, Blusa “não lembro”, Colete Forever XXI, Colar Trudys, Bolsa Prada.
2. Tshirt Cambon 21, Blusa quadriculada TNG, Calça 284/Mesckla, Sandália Schutz, Bolsa Prada.
3. Blusa Sarttore, Short Lança Perfume, Bolsa Kate Spade, Colar LR Bijoux.
4. Blusa Dress To, Colete Forever XXI, Colar Trudys, Calça Zara, Sandália Schutz, Bolsa Prada.
5. Blusa e Saia Maddá, Bolsa Kate Spade.
6.Blusa e short Romaria (esqueci de fotografar o look inteiro..hahaha).
7. Blusa Boah, Quimono Alane’s, Calça Forever XXI, Rasteirinha Santa Lolla.
8. Blusa Dress’D, Calça Zara, Sandália Schutz, Bolsa Kate Spade.

 

D-2

Na segunda-feira foi dia de fazer visitinha a essa molequinha aí da foto. Era aniversário da pequena, filha de uma grande amiga minha, e não foi nenhum esforço receber uma dose enorme de alegria e foforice no primeiro dia da semana.
D-3

Na terça-feira, como vocês sabem, foi dia de ir na nova loja da MAC no Shopping Barra conhecer as novidades da nova coleção de batons e fazer uma aula de auto-maquiagem. Quem quiser conferir como foi, é só clicar aqui, que eu contei tudo, tim tim por tim tim.D-4

Na quarta-feira, me reuní com Carol Lisbôa, Cacau e Uran no Farol da Barra para clicar as fotos de um convite especial para um evento super diferente que teremos (sim, vocês e eu, né? vocês vão!) na semana que vem. Conto novidades em breve, assim que puder!

D-5

A semana se encerrou com muito denguinho na sexta-feira à noite: a gastrite anda atacando novamente, e quem tem sabe que tem horas que a melhor programação é ficar quietinha, esperando o efeito do remédio chegar. Se tiver denguinho do lado, melhor ainda! <3

d-7

Sábado pela manhã fui fazer uma aula experimental de CrossFit a convite da equipe do Aldeia Crossfit (eles têm aulas na Paralela ou Rio Vermelho). Antes da aula, no entanto, assisti a duas palestras: uma sobre prevenção de lesões e outra, com Carla Ferner, sobre suplementação. Foi bem legal!!!

A aula  de CrossFit em si, como compartilhei lá no instagram e incluí nas fotos abaixo, foi top. Bem diferente, beeeeem cansativa, e ontem eu sentia dores pelo corpo todo (mas aquela dor boa, sabe? de quem trabalhou o músculo! top!). Ainda estou decidindo se consigo encaixar as aulas na minha rotina, mas ó, fica a dica: é beeeeem legal! Saí meeeeega suada de lá, e dirigir com as janelas abertas do carro foi a única solução que encontrei para chegar um pouco mais seca em casa (dá para ver minha cara toda vermelha e suada, mas também super feliz na última foto abaixo?).

O bacana do CrossFit é que ele trabalha o corpo todo por inteiro, ao invés de grupos musculares como é na academia. Outro ponto bacana é que você vai se desafiando o tempo todo, sabe? Parte da aula é tipo um circuito: você tem uma quantidade de tempo (no caso lá da aula foram 20min) para executar um conjunto de atividades em circuito quantas vezes você conseguir. É claro que é preciso aprender economizar energia para chegar vivo (veja bem eu disso “vivo”, apenas; porque “bem”, “inteiro”, “sem cansaço” não é exatamente uma opção) ao final, dosando a empolgação do início e a força de vontade no final. Você vai expandindo seus limites, se testando, competindo com você mesma, sabe? É interessante, e como é bem importante variar as atividades que fazemos para continuar mantendo o foco, estou pensando seriamente em fazer. :)

D-9

beijos, madameS! Boa semana para gente!

Categoria: Diário de Madame