post da Martinha Fonseca

Diário de Madame: preparação para o carnaval, festa e amizade <3

17 fev 14

Hello, madames!

Como foram de final de semana? ;)
Hora de recomeçar com as atividades do AM em grande estilo,  com o nosso Diário de Madame. Let’s? 

Eu não sei se é o clima carnavalesco que já está tomando conta, mas agora que o carnaval está pertinho, pertinho (tem Ensaio Geral sábado, 22, e depois, na quinta-feira, a festa já começa por aqui! uhu!), tudo vai ficando melhor, mais alegre, mais divertido. A semana que passou eu gostei um tantão, sabe? Fiz de tudo um pouco, cheguei na sexta-feira cansada de tanto trabalho, mas feliz e no fim de semana tive meu momento redenção com pura diversão! TOP!

A semana começou com os preparativos dos conteúdos carnavalescos aqui do blog (sim sim, fiquem ligadas!) e embora essa foto represente a única idéia que não deu certo (DIY frustrado…kuen, super kuen!), resolvi colocar a foto por aqui mesmo assim, porque ela acabou ajudando a compor o cenário de outras idéias que vocês verão ao longo dos próximos dias. Era  o início de semana querendo derrubar meu bom humor e alto astral mas eu não deixei, não. #rá!

{Se não deu pra ser de um jeito, a gente tenta de outro!}

Mais pra frente, ao longo da semana, saí na correria para resolver coisinhas chatas e burocráticas, e essa aí sou eu, fazendo careta no espelho do elevador e usando um  look basiquete-nada-bloguerístico. Vocês sempre pedem para eu falar mais da minha rotina, então olha aí um pedacinho dela. Nem todo look vai para o instagram ou para o blog por motivo de….ser básico, mesmo.

E se durante a semana a correria foi grande, no fim de semana foi só alegria! Sábado aconteceu em Praia do Forte o “Cerveja e Cia Folia”, festa pré-carnaval comandada por Ivete, e que esse ano contou com as apresentações de Saulo e Harmonia do Samba. Eu fui a convite da própria produção do evento (e por isso minha camisa era diferente da camisa padrão da festa..) e foi diversão pura! O Love e amigas por perto….tem como dar errado?

{paquinhas divertidas na festa renderam boas fotos…hihihi || ah!! e beijos para as madames-leitoras que vi cochilando “olha martinha aí, do armário de madame..”  ou que vieram falar comigo (beijo, jamile!). Adoooooro esses momentinhos!}

Aliás, por falar em amigas, quem me segue no instagram – @armariodemadame – já viu essa foto, mas estou tão apaixonada por ela que tive que compartilhar aqui também (e aproveitei para compartilhar outra foto de um outro momento com as amigas, porque se a blogueira posta a foto de umas amigas e não posta de outras já viu né? É reclamação, doce, dengo e pirraça a semana toda! O grupinho de amigas de vocês é assim, também? Elas adoram fingir que são ciumentas? hihihih).

A primeira foto foi lá na festa de sábado, em Praia do Forte, pra gente registrar o momento inédito de uma das amigas do nosso grupinho que odeia essas festas de axé mas que prometeu que curtiria pelo menos um desses momentos com a gente… e vejam só, ela foi!! Cumpriu a promessa!!! clap clap for you, anivalda! :*

Já a segunda foto é do registro de um dos nossos jantarzinhos mensais, já com o grupo todo reunido, inclusive as casadas. uhu!Essa foto foi de um momento anterior à semana passada (que é o período a que esse diário se refere), mas quis colocar para homenagear minhas “pandoretes” e, como eu disse, pra não rolar ciumeira.

Sabe que por muito tempo eu não me permiti esses momentos com amigas? A facilidade que eu tinha para ser carinhosa e espontânea com minha família e meus namorados (é que já tive alguns, né? entendam direitinho esse plural, hein, madameS!! haha), nunca foi a mesma com amigas. Eu adorava conversar com minhas amigas na escola, contava segredos, resenhas e tudo mais que toda adolescente faz, mas depois, na faculdade, fui me fechando…

Chegou ao ponto de, certa vez, na época que fiz terapia, “gastar” algumas sessões falando dessa minha trava para amizades. Alguma coisa estava mesmo errada e eu não tinha me dado conta até então. Foi só quando eu percebi que estava sozinha, que a vida estava difícil por si só e que eu estava piorando ao querer – ainda que inconscientemente – fazer tudo sozinha, que eu vi que eu precisava mudar. Família era importante, namorado tinha o seu papel a cumprir (um dia ainda vou falar disso com vocês, de como é prejudicial a gente colocar o namorado/noivo/marido no centro de tudo nas nossas vidas…), mas amigas são amigas e sem elas não dá para viver, não.

A tal mudança demorou, mas chegou. De uns 2 anos pra cá, mudei da água pro vinho (amém!):  eu que nunca ligava para uma amiga só por ligar, só pra resenhar, comecei a ligar. Passei a fazer programações só nossas, sabe? Comecei a me abrir para amigas, mostrar fragilidades  e inseguranças que antes eu guardava só pra mim. Ai, como a gente é boba né? Mas ainda bem que a vida está aí para gente mudar mesmo, evoluir e parar de cometer os mesmos erros. Hoje, não vivo sem as nossas resenhas no ‘zapzap’ (sim, nem só homens têm o whatsapp bombando freneticamente o dia inteiro! hahaha), sem nossos encontrinhos e ligações, sem os conselhos de vocês, sem os nossos incentivos mútuos para vencer a preguiça de ir para a academia….ai ai ai, amigas pandoretes e outras amigas lindas que a vida me deu (Nanda, Lu, Ju, Tay…ai deus, será que esqueci alguém??), vocês moram no meu coração! :)

:*

Categoria: Sem categoria