post da Martinha Fonseca

Como comprar na liquidação?

18 jan 13

Taí uma pergunta boa que a gente sempre se bate para responder: agora que as lojas começaram a liquidar as coleções de verão (só eu acho sempre que está muito cedo?), o que será que vale a pena comprar e levar pra casa? O que podemos fazer para fazermos boas compras e não nos arrependermos depois?

Bem, esse post é para ajudar vocês. Logo no início do blog eu fazia muito postagens assim, mas depois fui perdendo o hábito sabe-se lá porquê. Mas uma leitora me mandou email recentemente pedindo dicas e aproveitei para retomar o velho hábito.

O post está grande, mas leiam tudo ok? Juro que tentei ser direta (na medida do possível!) e acredito mesmo que as dicas aqui podem ajudar vocês a gastarem suas respectivas dilmas, que vocês ganham com tanto esforço, de uma maneira que valha a pena. Vamos lá?

Primeiro o que compensa comprar:

***na montagem saiu miliStarismo! ooops, sorry, madames!

Militarismo: falei no post do garimpo na renner que a tendência voltará com tudo no próximo inverno. Então, se você curte a pegada camuflada ou a sua cartela de cores (verde musgo, marrom, vermelho bordô, etc), vale a pena colocar a peça “no carrinho”.

As tachinhas trabalharam duro nesse verão, né? Estavam em tudo! Apesar disso, elas seguem firmes e fortes, e farão hora extra no inverno. Então, se você ainda não tem uma tachinha para chamar de sua ou acha que tem espaço para mais uma peça nesse estilo no seu armário, compre. Até porque, os spikes e as tachas serão os companheiros de uma das tendências mais fortes do inverno 2013, “Western” ou, em bom português, cowboy/velho oeste.

Uma das minhas tendências favoritas do verão e que eu fico feliz de imaginar o glamour que ela vai causar no inverno: cropped tops. Viu um com precinho bacana na loja? Compra, fia! Agarre e não solte nunca mais! hihihi
O aviso aqui vale também para peças de cintura alta. Uma coisa não vive sem a outra, portanto, achou um saia lápis linda? Bota no carrinho também e já saia da loja com o look pronto!

E quando eu falo em “jeans” eu não me refiro às calças jeans (embora seja sempre bom ter mais uma! hehehe). Falo mesmo dos coletes, jaquetas, blusas. O mix jeans + jeans ou apenas um toque de jeans em uma peça segue firme na moda!

Clássicos são clássicos, néam? Então se viu uma peça de renda por aí, uma com estampa de onça, uma alfaiataria que veste bem, pensa duas vezes não, madame! Com precinho reduzido a compra é ainda melhor!

Ok, papo sério aqui. Eu amo maxicolar, vocês sabem disso, mas a tendência meio que saturou, as lojas começaram a fazer uma reprodução eterna do mesmo estilo de colar e a criatividade foi para o beleléu. Então, meu conselho é: maxicolar igual a todo mundo? Não compre. Viu um maxicolar diferente? Compre.

A dica, aliás, vai para todos os acessórios maxi, que continuam em alta: maxi clutches, maxi brincos, maxi pulseiras.

Eu, pessoalmente, evitaria comprar os acessórios que têm muita cara de verão, feitos de ráfia ou madeira por exemplo.

Os scarpins estão há mais ou menos umas três temporadas buscando seu lugar ao sol. Ainda é muito comum nos pés das fashionistas e de quem trabalha em escritórios; não tenho visto taaaanto assim nos pés das “mulheres comuns”. Mas quem sabe nesse inverno né? O estilo faz bonito, a questão é mesmo acostumar o olho. Quem gosta ou quem quer arriscar no estilo, os preços baixos são um ótimo incentivo.

Por fim, para finalizar a sessão “yes” desse post, franjas. É mesmo uma questão de gosto; quem gosta, compra. Quem não quer, não compra. Simples assim. ;)

Hora de ver o que não vale tão a pena assim comprar. Preferi, na montagem, não colocar “No”; optei por “???”, porque acho complicado dizer não absoluto na moda. Sobre cada item fiz ponderações abaixo da foto. Leiam, sim?

Começamos bem, com os sneakers da discórdia. Eles perderam o posto de tendência do momento, mas seguem firmes e fortes. É aquela história: quem achava feio antes, não vai achar mais bonito agora, sabe? Eu já tenho dois em casa, não gasto mais para comprar outros. Acho que quem tem, terá uma boa opção para fazer estilo no inverno. Quem não tem…bem, quem não tem, não acho que não deveria comprar mais – terão outros sapatos mais atuais e diferentes na próxima estação que valem mais a pena investir suas dilmas. Mas é mesmo uma questão de gosto. Só tenham cuidado para não comprar na liquidação modelos de verão, super coloridos e vibrantes, certo? Não caem bem no inverno – mesmo no inverno da Bahia, cheio de sol.

Mullet é outra peça da discórdia. Eu tive um leve e rápido affair com esse tipo de peça (principalmente vestidos e saias), mas passou. Há quem diga que a peça continua no inverno…eu dispenso.

Atire a primeira pedra quem não tem um short tie dye em casa. hehehe
Eu gosto da moda e ela segue para o inverno. Para quem quer comprar uma peça nesse estilo nessas liquidações de verão, aconselho evitar as peças muito coloridas. Elas vão ter pra sempre cara de verão, sabe? E em lugares como Salvador, onde o inverno só muda nas cores e no estilo (e não necessariamente na temperatura), cores são tudo! Deixe as cores de verão para o verão, sim?

Sobre os florais, a gente aplica nessa liquidação uma lição que a gente aprendeu no inverno passado: os florais não são exclusividade do verão. O detalhe é escolher o tipo certo de floral. O da foto acima, por exemplo, com tons azuis e cinzas e fundo escuro é um ótimo exemplo do que comprar na liquidação de verão para usar no inverno.

Essa, talvez, deveria ter sido a única montagem que valeria colocar um “não” bem grande na bolinha. Gente, neon não! Tendência total de verão e, além de tudo, super perigosa: pode ser linda, como pode facilmente ser horrorosa! heheheh então, não, não compre – nem por R$5 reais! hihihih

 

 

Categoria: Sem categoria